Diretor da OIT pede que economia priorize o social

O Diretor-Geral da Organização Internacional Trabalho (OIT), Juan Somavia, afirmou ontem(6/6) que os modelos de crescimento econômico dão muita atenção às finanças e pouca à sociedade. “A ideologia desempenhou um papel demasiado importante na definição das políticas enquanto que a sensibilidade pelos indivíduos, as famílias e as comunidades foi insuficiente.”

Somavia defendeu que o crescimento não pode continuar sendo o critério fundamental da economia mundial. Criar novos empregos, particularmente para os jovens, reduzir a pobreza e o trabalho informal, promover o crescimento da classe média, bem como oferecer um acesso equitativo às oportunidades, deveriam ser os indicadores para medir o êxito econômico.

O Diretor-Geral acrescentou que o atual período de crise pode ser um momento de criatividade pontecial para que líderes redefinam suas prioridades. “A possibilidade de ter que viver alguns anos a mais de crise ou que a recuperação econômica seja fraca está despertando as consciências.”

Fonte: Organização das Nações Unidas no Brasil

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s