Florianópolis recebe a 3ª Mostra Internacional Audiovisual Curta o Gênero

imagem-curta-generoNos dias 1 e 2 de julho acontece a segunda itinerância da 3ª Mostra Internacional Audiovisual Curta O Gênero. Serão exibidas duas sessões de curtas, fotografias da Exposição Contrastes – gênero, tempos, lugares, olhares (coletiva). A abertura do evento contará com a presença das professoras Maria Helene Bourcier, da Université de Lille II e de Miriam Grossi, do Núcleo de Identidade, Gênero e Subjetividade da UFSC.

Além das exibições, será realizada uma oficina de roteiro documental feminista com a realizadora audiovisual Grá Dias, que trabalha na ONG Fábrica de Imagens. A oficina acontecerá no dia 1º de julho às 18h. Não é necessário fazer inscrição para participar e será obedecida a ordem de chegada.

A 3ª Mostra Internacional Audiovisual Curta O Gênero é uma realização da Fábrica de Imagens e do (NAVI) Núcleo de Antropologia Audiovisual e Estudos da Imagem – UFSC em parceria com o Núcleo de Identidade, Gênero e Subjetividade [NIGS] e a Fundação Badesc. O evento será realizado na Fundação Badesc (Rua Visconde de Ouro Preto, 216, Centro – Florianópolis). Mais informações sobre o festival, no site http://curtaogenero.org.br/

PROGRAMAÇÃO DO CINE GÊNERO

DIA 1 DE JULHO – 19h

Tubarão, de Leo Tabosa. 13 min. Livre.
As dificuldades de um estrangeiro em adaptar-se à sua nova realidade.

Rótulo, de Felipe Cabral. 12 min. Livre.
Bi, hétero, gay, qual a necessidade de se rotular nossa sexualidade?

Através, de Amina Jorge. 10 min. Livre.
Enquanto retocam a tatuagem, lá fora Marcinha faz 12 anos.

Arroz, feijão e lasanha, de Paulo Vidiz. 10 min. Livre.
O que esconde uma vila no interior de uma metrópole?

Trans* Lúcidix, de Tamíris Spinelli. 11 min. Livre.
Ensaio cinematografico que busca expandir o olhar sobre corpos de transexuais, aprofundando-se nas subjetividades que transformam a matéria-corpo.
Convidada: Miriam Grossi, professora da UFSC e Marie-Hélène Bourcier, professora da Université de Lille II.

DIA 2 DE JULHO –  19h       
O melhor amigo, de Allan Deberton. 17 min. Livre.
Sábado, primeiro dia de férias. Lucas e Felipe decidem ir a praia.

Esta é a minha vida, de Lucas Martins. 15 min. Livre.
Um pouco da realidade de pessoas que sofrem algum tipo de preconceito por suas escolhas afetivas, como elas vivem e quem são os tipos de pessoas com quem se relacionam.

O segredo dos lírios, de Bruno Kirsch. 16 min. Livre.
Três mães e amor que supera o incomum.

Dentro, de Bruno Autran. 15 min. Livre.
Na casa da praia dos pais, a chegada inesperada de um rapaz o faz perceber que a pior ferida é aquela que te consome por dentro.

Ontem à noite, de Henrique Oliveira. 22 min. Livre
Dois personagens que aparentemente ocupam espaços e posições contrapostas, mas que se tocam pelo viés do desejo.

A escolha de Sophia, de Xandra Stefanel. 11 min. Livre.
A Escolha de Sophia é um documentário sobre um jovem brasileiro que encontrou em Montreal a possibilidade de se tornar mulher.

O olho e o Zarolho, de Juliana Vicente e René Guerra. 17 min. Livre.

Fonte: Fundação Badesc

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s