Sindes encerra atividades e se prepara para lutas de 2016

todo-mundo-juntoDurante ano de 2015 o Sindes realizou atividades de formação, visitas a entidades sindicais, assembleias, campanha salarial e debates de interesse dos sindicatários. Além disso, o sindicato esteve junto com os movimentos, sindical e social, em diversas lutas de interesse dos trabalhadores.

A primeira delas foi em abril, quando ocupamos as ruas e nos manifestamos contra o Projeto de Lei da Terceirização. Neste mesmo período promovemos um debate sobre dilemas do mundo do trabalho, com a jornalista Elaine Tavares. Também aderimos ao Dia Nacional de luta da classe trabalhadora, rumo à Greve Geral, convocado por diversas Centrais Sindicais, em maio. Mesmo discutindo sobre temas gerais, o Sindes encampou as lutas específicas dos sindicátarios. Participamos da Plenária Nacional e do Congresso Ordinário da FITES que aconteceu na cidade de Salvador. Além disso, definimos junto com a categoria, as estratégias da Campanha Salarial, onde aprovamos a Pauta de Reivindicações 2015/2016.

Visitas a categoria e Delegados Sindicais

Entendendo que o Sindes precisa se fortalecer, os diretores da entidade realizaram um calendário de visitação a entidades em diversas cidades do Estado, com o intuito de conhecer melhor a realidade dos sindicatários, suas condições de trabalho e suas reivindicações. Além disso, a diretoria do Sindes começou o processo de eleições dos delegados sindicais nas entidades. São eles as companheiras Márcia Vieira, Mariana Marcondes e Tamires Vieira do Sindprevs/SC, e o companheiro Luciano Farias, do Sinasefe.

Formação Sindical

Paralelo às lutas gerais e específicas, continuamos o processo de formação da categoria e realizamos o 6º Curso de Formação Sindical do Sindes, ministrado por Erica Andreassy, em junho. Além dele, promovemos o Curso de Técnicas em Negociação Coletiva, uma parceria com o Dieese, que aconteceu em setembro. Outro importante evento construindo pelo Sindes foi o debate sobre Raça, Etnia, Orientação Sexual e Identidades das Mulheres Catarinenses, realizado em novembro, junto com outras entidades sindicais de Florianópolis.

No meio a tantas atividades, participamos do Ato contra o Projeto de Lei PL 5069, que dificulta o atendimento no SUS de mulheres vítimas de estupro, de autoria do deputado federal Eduardo Cunha.

Essas foram algumas das lutas que participamos ou eventos que promovemos. Neste momento, o ano se encerra. Outros desafios surgirão em 2016 e certamente estaremos ao lado dos trabalhadores. TODO MUNDO JUNTO!!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s