O individualismo deve encontrar resposta na resistência coletiva – Por Clarissa Peixoto

Este slideshow necessita de JavaScript.

Hoje organizamos um ato em defesa do emprego da jornalista Janice Miranda, demitida do Sindicato dos Bancários de Florianópolis, local em que trabalhava há 12 anos.

Ao retornar as suas atividades, após um período de licença saúde, Janice foi sumariamente demitida. A LER/DORT, doença laboral que acomete Janice, é muito comum entre jornalistas e tem suas raízes no cotidiano do trabalho.

Deveria causar estranheza que uma direção sindical tenha comportamento semelhante àquele que combate quando está em defesa de seus pares. Mas, o mal estar não pareceu abalar os sindicalistas, de tal forma que não seria também a ocasião para nos calarmos diante dessa injustiça.

De todas as escolhas que nós, jornalistas sindicais, fizemos em nossas vidas profissionais, o que mais pesa hoje é a dissolução completa da ideia de solidariedade classista, algo que buscamos quando decidimos trabalhar para a classe trabalhadora.

O individualismo deve encontrar resposta na resistência coletiva. Consciência e solidariedade é para quem tem. Nós temos, ‪‪#‎SomosTodxsJanice‬

Texto e fotos produzidos por Clarissa Peixoto, jornalista do Sindprevs/SC e filiada do Sindes.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s