Jornalistas lançam em Florianópolis Coletivo para discutir Comunicação Sindical

imagem-lancamento-coletivo-vito-giannottiCom o objetivo de buscar aprofundar a valorização da comunicação dentro das entidades sindicais e fazê-la ser reconhecida como parte fundamental da mobilização trabalhadora para as lutas inadiáveis da sociedade, será lançado o Coletivo de Jornalistas Sindicais Vito Giannotti.

O evento acontecerá no dia 4 de agosto, a partir das 19h, no Bar Canto do Noel (Travessa Ratclif – Rua Tiradentes, 186 – Centro). Na oportunidade haverá uma roda de conversa com a jornalista Elaine Tavares.

MANIFESTO DO COLETIVO DE JORNALISTAS SINDICAIS VITO GIANNOTTI

O jornalismo sindical precisa de fôlego para alcançar o seu potencial. Cada vez mais relegado ao papel institucional e, na mesma medida, distante do processo jornalístico, esta modalidade especializada de produção de comunicação carece de reflexão e formulação para se desenvolver diante dos desafios políticos, históricos e técnicos. A partir desta premissa e da compreensão de que as mudanças devem ocorrer a partir dos protagonistas de uma realidade, nasce o Coletivo de Jornalistas Sindicais Vito Gianotti.

A formação deste grupo é parte da caminhada comum de jornalistas profissionais que atuam em sindicatos de Santa Catarina e que organizaram, a partir de 2013, os Seminários Unificados de Imprensa Sindical. Em 2013, o mesmo grupo criou o Fórum de Comunicação da Classe Trabalhadora, organização que englobava também dirigentes e membros de movimentos sociais. O convívio e os debates surgidos a partir destes espaços forjaram a identidade deste coletivo.

A proposta de criação de um ambiente independente e autônomo, formado apenas por profissionais da comunicação sindical, nasce da necessidade de aprofundar o debate teórico, técnico e político sobre o jornalismo sindical e seus desdobramentos específicos no cotidiano da categoria, que não estão sendo contemplados nos fóruns sindicais de discussão da comunicação contra-hegemônica em Santa Catarina.

Somos profissionais que constroem cotidianamente a comunicação dirigida a categorias da classe trabalhadora empregada. Para além desta função atribuída pelo nosso próprio vínculo empregatício, temos a oportunidade de fazer a luta pela comunicação que a classe trabalhadora precisa. Por meio dos veículos de comunicação sindicais, podemos fazer chegar às categorias de trabalhadores/as debates sobre temas elementares, como direito à cidade, saúde e educação; e transversais, como ambiente, gênero, raça e etnia, dentre outras. Todas estas, pautas inadiáveis e instigadoras do envolvimento político da classe trabalhadora para a transformação social, perspectiva tantas vezes ignorada pela mídia hegemônica.

Somos militantes e operários do jornalismo que acreditam na comunicação libertadora, inspirados pelo comunicador Vito Giannotti. Vivenciamos diariamente os limites do exercício desta prática, impostos por múltiplos fatores como os escassos recursos disponíveis, a multifunção e a confusão generalizada entre os conceitos de comunicação e propaganda sindical, além do clássico desafio do jornalismo: a aproximação com o público leitor.

Com este coletivo, buscamos aprofundar a valorização da comunicação dentro das entidades sindicais e fazê-la ser reconhecida como parte fundamental da mobilização trabalhadora para as lutas inadiáveis da sociedade.

Fonte: Coletivo de Jornalistas Sindicais

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s