Deliberações do 2º Encontro Nacional de Jornalistas Sindicais

4-seminario-imprensa-sindicalDiretores do Sindes participaram do 4º Seminário Unificado de Imprensa Sindical e do 2º Encontro Nacional de Jornalistas Sindicais que foi realizado em Curitiba, de 13 a 15 de outubro. Muito se debateu sobre a comunicação sindical e alternativa. Além disso,  as relações de trabalho dentro das organizações também foi discutida durante o evento.

Abaixo segue as Deliberações do 2º Encontro Nacional de Jornalistas Sindicais:

A classe trabalhadora brasileira vive um momento de grande ofensiva a direitos conquistados ao longo de anos de luta e resistência. Ataques a direitos trabalhistas, a PEC 241 e a já anunciada reforma da Previdência ampliam as tensões no interior das organizações classistas e nos apontam para um futuro de longas jornadas de luta em defesa do pouco já conquistado. É neste contexto que realizamos o 2º Encontro Nacional de Jornalistas Sindicais, fruto de uma organização independente e de base, e que tem como objetivo discutir o contexto geral a que estamos submetidos, assim como as especificidades de nossa vida laboral nas milhares de entidades sindicais brasileiras.

É consenso entre os jornalistas presentes a necessidade de mudanças nas condições de trabalho e da construção coletiva de entendimentos junto aos\às dirigentes sindicais sobre as contradições nas relações de trabalho.

Neste sentido, o 2º Encontro de Jornalista Sindicais, realizado em Curitiba no dia 15 de outubro de 2016, propõe alguns eixos que podem orientar o exercício da função de jornalista nas entidades sindicais, na intenção de superar a precarização do trabalho.

ORIENTAÇÕES
– Combate às contratações irregulares e informais;
– Combate ao assédio moral;
– Cumprimento da jornada regulamentar de 5 horas;
– Aprofundar o debate acerca da pré-contratação de hora-extra;
– Cumprimento ao intervalo intra e entre jornadas (pelo menos 15min de intervalo de intra jornada e de 10 horas entre jornadas);
– Direito à desconexão (limitar as demandas enviadas fora da jornada de trabalho);
– Atentar para a sobrecarga gerada pela multifunção e o seu impacto na saúde do trabalhador;
– Garantir a estrutura necessária ao cumprimento das tarefas jornalísticas (equipamentos e contratação de serviços acessórios).

ENCAMINHAMENTOS
– Criação do Coletivo Nacional de Jornalistas Sindicais;
– Criação do grupo virtual Agência de Notícias Sindicais;
– Desenvolvimento de cartilhas sobre assédio moral nos sindicatos, orientações para dirigentes e direitos dos jornalistas sindicais;
– Moção de Apoio à luta estudantil e às ocupações nas escolas estatuais;
– Levar os encaminhamentos do encontro para o próximo NPC, nos congressos e instâncias deliberativas das entidades sindicais;
– Trocas de experiências com mídias independentes;
– Mapeamento dos sindicatos que tem jornalistas sindicais em todos os Estados.

Curitiba, 15 de outubro de 2016

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s